Protocolos de Saúde

Como garantir a biossegurança dos colaboradores no retorno ao escritório?

Desde que teve início, em março de 2020, a pandemia do Covid-19 – também conhecido como o novo coronavírus – foi declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), uma emergência de saúde pública de importância nacional, o que, em suma, é o mais alto nível da organização. 

Até o fechamento desta matéria haviam sido confirmados no mundo, inclusive, 29.444.198 casos do Covid-19 (252.680 novos em relação ao dia anterior) e 931.321 mortes (4.520 novas em relação ao dia anterior) e, desde então, medidas preventivas tem sido instauradas para a contenção e mínimo controle do contágio coletivo.

Desde que alguns estados de São Paulo tem apresentado estabilidade de novos casos, porém, alguns escritórios e empresas começaram a estudar a retomada ao ambiente presencial, principalmente aquelas que tiveram as suas atividades afetadas de alguma forma pela pandemia. 

Pensando nisso, nosso blog resolveu reunir neste artigo as principais dicas de biossegurança e medidas protetivas para garantir um retorno seguro para colaboradores e clientes. Confira.

Mas afinal, o que é biossegurança?

A biossegurança nada mais é do que uma área de conhecimento definida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como: “condição de segurança alcançada por um conjunto de ações destinadas a prevenir, controlar, reduzir ou eliminar riscos inerentes às atividades que possam comprometer a saúde humana, animal e o meio ambiente.

As principais dicas de biossegurança para combater o coronavírus

São inúmeras as dicas de biossegurança estipuladas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e que podem contribuir para a segurança dos colaboradores no processo de retomada das atividades nos escritórios e instalações físicas. Algumas delas são:

Incentivar a constante higienização das mãos: recomenda-se a lavagem frequente das mãos com água e sabão para inviabilizar a ação do vírus Covid-19. Além disso, indica-se também o uso do álcool em gel 70% para mãos e superfícies como mesas, cadeiras, bancadas, objetos de trabalho etc, bem como a sua disponibilização gratuita em todos os ambientes.

Exija o uso de máscaras: o uso de máscaras deve ser obrigatório em quaisquer instalações da empresa, podendo estas serem descartáveis ou reutilizáveis, além de que é recomendável explicar a importância de utilizá-las corretamente e manterem-nas sempre limpas.

Mantenha o ambiente de trabalho limpo e higienizado: é preciso garantir a limpeza eficiente das superfícies das mesas e estações de trabalho regularmente porque a contaminação de superfícies é uma das principais formas de disseminação do coronavírus e outras infecções. 

Redobrar os cuidados com ar condicionado e sistemas de ventilação: manter locais de circulação e áreas comuns com os sistemas de ar condicionado revisados e limpos, como filtros e dutos, e obrigatoriamente com janelas externas ou qualquer outra abertura, que contribua com a renovação do ar.

Como manter os colaboradores em segurança no Back to Work?

Além dos cuidados com a biossegurança, existem medidas preventivas estipuladas, especificamente para prevenir o contágio coletivo do novo coronavírus. A grande maioria já foi adotada por supermercados, instituições de saúde, restaurantes e lojas do comércio e mostraram-se bastante úteis na prevenção:

  1. Observar distância mínima de 1,5 metro entre os colaboradores, baias de trabalho, sala de atendimento ao cliente e demais locais de circulação. Procure utilizar sinalização adequada e comunicar o seu time sempre que possível.
  2. Considere a capacidade de lotação máxima de 50% da disposta no alvará de funcionamento e inclua sistemas de rotatividade de colaboradores para garantir que esta medida seja devidamente respeitada.
  3. Adote medidas adicionais que possam evitar a aglomeração de pessoas, como horários diferenciados para clientes com necessidades específicas.
  4. Disponibilizar aos empregados e colaboradores equipamento de proteção individual, como luvas e máscaras de procedimento;
  5. Incentivar seus funcionários doentes a trabalharem de casa, caso eles apresentem tosse ou febre leve (37.3º ou mais). Se eles tiverem que tomar medicamentos como paracetamol, ibuprofeno ou aspirina, que podem mascarar a infecção, também devem permanecer em casa. É uma medida importante para evitar a contaminação dos outros funcionários.
  6. Utilize a tecnologia como aliada para gestão dos colaboradores e espaços físicos: por meio de aplicativos como, por exemplo, o Escala App, que permitem a criação e o gerenciamento de escalas com base na limitação de pessoas no ambiente físico.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *