Futuro do Trabalho

Os principais desafios de Recursos Humanos em 2021

Uma das áreas que mais colocou em prática a resiliência, a adaptação e a reinvenção durante a pandemia é a área de Recursos Humanos.

O desafio começou com o controle de custos e as estratégias com relação aos eventuais cortes no quadro de colaboradores, com o cuidado de que as ações fossem realizadas da forma mais humanizada possível e com o menor impacto à reputação da organização.

Depois, veio a necessidade de rápido entendimento e gestão das medidas provisórias anunciadas pelo Governo, com relação aos acordos de trabalho.

Não podemos esquecer, é claro, das adequações do tão falado e praticado home office, que além do controle de produtividade à distância também trouxe à tona o tema gestão remota.

Paralelamente a tudo isso, ainda existem os cuidados com a saúde física e emocional dos colaboradores.

Alguns profissionais foram infectados pelo Covid-19, outros se abalaram pela perda de pessoas queridas para o vírus. Há também o caso daqueles que têm enfrentado a quarentena sozinhos e sofrem com essa situação.

Também existem os que têm passado por períodos de estresse por dividirem o espaço de trabalho com outros membros da família, incluindo as crianças que também levaram um pedaço da escola para dentro de casa.

Não tem sido fácil, mas temos visto exemplos inspiradores de boas práticas nesse mar de acontecimentos.

Porém, eu preciso contar algo aos profissionais de RH: esse protagonismo da área dentro da empresa deve continuar em 2021. Pensando nisso, destacamos alguns pontos para reflexão.

Boa leitura.

O principal desafio no período de retomada será o de atrair e reter talentos. Isso acontece porque, em tese, todos os profissionais cujas funções são elegíveis ao home office estão no radar de empresas de qualquer lugar do mundo.

Afinal, agora ficou provado que, com estrutura e bons acordos, um colaborador pode contribuir para os resultados do negócio dentro ou fora da empresa.

Dessa forma, é preciso estruturar processos estratégicos e enxutos, porém completos, para não correr o risco de perder um profissional para a concorrência.

profissionais de recursos humanos

Como reter talentos em 2021?

A retenção de talentos de uma empresa é bem-sucedida quando ela possui um conjunto de práticas e estratégias que são bem-vistas pelos colaboradores. Isso faz com que eles se mantenham engajados a continuarem em seus cargos.

Em 2021, essa tática não será diferente. As empresas apenas precisam acompanhar as transformações ocorridas na vida das pessoas para entender quais são as novas necessidades de seu time. 

A tarefa de manter os funcionários motivados diante de tantas tragédias e dificuldades é um grande desafio atualmente. Por isso, é necessário que o RH tenha um planejamento estratégico e esteja conectado às tendências do mercado.

9 principais tendências para reter talento em 2021:

  1. Investir na carreira dos colaboradores

Mais importante do que nunca, investir na carreira dos colaboradores em tempos de crise é fundamental para reter talentos.

Aposte nos treinamentos online para dar continuidade na capacitação do time.

Dessa forma, os colaboradores irão se sentir mais valorizados e estimulados a continuarem a fazer seu trabalho e a bater suas metas.

  1. Oferecer flexibilidade nos horários

Outro modo de reter talentos em 2021 é por meio da flexibilização de horários.

Os colaboradores estavam acostumados a irem para o escritório todos os dias, no entanto, essa realidade não é mais a mesma.

Embora não tenha sido uma transição fácil para o trabalho remoto, para muitos, o home office tornou-se um excelente aliado na produtividade.

Por isso, para 2021, é fundamental considerar uma maior flexibilidade.

Após as restrições do coronavírus, as empresas podem oferecer a possibilidade de continuar trabalhando em casa como forma de reter talentos.

  1. Criar uma rotina de feedback online

Não é porque os colaboradores não estão no escritório que as reuniões de feedback devem ficar de lado.

É por meio de uma rotina bem estabelecida e uma comunicação constante que os colaboradores vão se sentir parte da empresa.

Portanto, dê continuidade aos feedbacks, estabeleça metas e objetivos a serem cumpridos para que eles continuem engajados.

  1. Reforçar o bom clima organizacional

O clima organizacional é o termômetro que mede a satisfação dos colaboradores.

Quando ele é muito positivo, as pessoas estão motivadas e comprometidas com as metas da empresa.

Do contrário, a empresa pode sofrer perdendo os seus talentos.

Portanto, é fundamental reforçar a importância de um bom clima organizacional mesmo no home office.

  1. Aumentar a responsabilidade social

Uma tendência que se torna mais forte a cada ano é a preocupação das pessoas com causas sociais.

Os colaboradores querem trabalhar para empregadores que retribuam à comunidade.

Desse modo, se preocupar com questões socialmente importantes, como racismo, machismo e questões climáticas é indispensável para manter clima e senso de igualdade.

Logo, sua empresa deve criar programas de responsabilidade social que motivem a equipe a se voluntariar em causas importantes, além de contribuir financeiramente com instituições sociais importantes em sua comunidade.

  1. Criar benefícios para a saúde mental

De acordo com a American Psychiatric Association (APA), 1 em cada 4 funcionários foi diagnosticado com depressão durante a pandemia.

Além disso, menos de 40% dos empregadores oferecem programas de saúde mental que atendam a essas necessidades.

Logo, essa é uma tendência que cresce com a pandemia e deve estar no radar das empresas para 2021.

Disponibilizar benefícios de saúde mental de fácil acesso será fundamental para reter talentos.

  1. Possibilitar flexibilidade nos pagamentos

Diante da atual crise econômica, possuir maior autonomia e flexibilidade para sacar o salário disponível quando precisar é um grande atrativo para talentos.

Isso contribui para que os colaboradores não precisem lidar com estresse financeiro em um momento tão difícil.

  1. Inovar nas atividades em grupo

Muitas empresas estão deixando de lado o tão famoso “happy hour” após o expediente e até mesmo as festinhas de integração descontraídas entre funcionários durante a pandemia.

No entanto, eles são mais importantes agora do que nunca.

É possível utilizar a tecnologia a seu favor e realizar eventos criativos online para aumentar o engajamento dos colaboradores.

Os funcionários que estão trabalhando em casa sentem falta das interações com a equipe e passam a se sentir distantes da cultura organizacional após muito tempo sem integração.

Por isso, volte a planejar eventos virtuais para motivar o time.

  1. Saúde do colaborador

A telemedicina tem se tornado, cada vez mais, popular. Portanto, oferecer esse benefício pode ser uma ótima ideia.

Durante a pandemia, muitas pessoas passaram a ficar impossibilitadas de darem continuidade a tratamentos de doenças crônicas, entre outras enfermidades que requerem constante acompanhamento.

O surgimento da telemedicina surgiu para corrigir esse problema e, por isso, é uma tendência que veio para ficar.

Ela é um benefício que pode desempenhar um papel importante na retenção de talentos em sua empresa.

Soluções tecnológicas

Treinamentos online que incluem o RH

O setor de Recursos Humanos é conhecido como a área que, junto com gestores, identifica necessidades, planeja e proporciona treinamentos e capacitações para os demais colaboradores.

No entanto, uma das principais tendências de RH para 2021 prevê capacitações também para os profissionais de RH.

Esses treinamentos podem ter foco tanto no desenvolvimento pessoal quanto habilidades analíticas que facilitem a leitura de dados, por exemplo.

Com o intuito de evitar que o funcionário precise se deslocar para realizar treinamentos, as organizações vão aderir ao uso de plataformas e ferramentas que proporcionam o aprendizado contínuo no próprio ambiente de trabalho ou na modalidade online.

O PDI (Plano de Desenvolvimento Individual), por exemplo, pode ser aplicado pelo setor de RH, por meio do levantamento de estratégias e ferramentas online, como cursos gratuitos ou não.

Podemos citar algumas plataformas como: Udemy, Enap, Sebrae, Coursera e Alura. Isso também serve para os colaboradores do setor de RH.

A qualificação online para o time de Gestão de Pessoas também representa uma das tendências de RH para 2021.

Uma das ferramentas usadas para construção do PDI, é a matriz 5W2H, é utilizada para diversas finalidades quando o assunto é gestão.

Ela serve, por exemplo, para gestão de projetos, gestão orçamentária, elaboração de planejamento estratégico, dentre outras possibilidades. Além disso, quando o assunto é PDI, essa é também uma das técnicas mais utilizadas.

O Home Office e o auto gerenciamento

É inevitável incluir os impactos da Covid-19 nas tendências para o futuro.

Durante esse momento, muitas empresas experienciaram o trabalho remoto pela primeira vez, e isso reuniu diversos desafios para os líderes que tinham em seu mindset a vigilância constante no trabalho de sua equipe.

Contudo, mesmo que de maneira forçada, o incentivo ao autogerenciamento veio para ficar.

Uma das principais tendências de RH para o futuro pós-pandêmico são arranjos de trabalho mais flexíveis.

Quando a crise passar, muitas serão as motivações para que os regimes de trabalho sejam mistos, intercalando dias de trabalho no escritório com outros em casa.

Em primeiro lugar, os funcionários já terão as ferramentas para trabalhar e se manter produtivos nas mãos.

São os casos de plataformas como o Zoom ou Teams, além de organizações cujas operações estão na nuvem.

Em segundo lugar, toda uma rotina de interação e de produtividade à distância já foi estabelecida durante a quarentena.

Ela pode ser utilizada para preencher o tempo de trabalho depois que tudo voltar ao normal.

Além disso, os RHs que já passaram por alguma transformação digital conseguem controlar a jornada, a produtividade e mesmo aspectos burocráticos da área por meio de ferramentas digitais, como gerar relatórios e programar a folha de pagamento.

Automatização dos processos

O sistema de automação às rotinas da área segue como uma forte tendência de RH para 2021.

As ferramentas de análise de dados são recursos que vem se tornando cada vez mais indispensável em diversos setores.

Com o RH não poderia ser diferente!

De modo geral, as equipes utilizam ferramentas que permitem integrar dados e envio automático de informações.

Com a mudança de operacional para um setor de recursos humanos estratégico, a disciplina passa a ser ainda mais explorada facilitando processos da área.

Dessa forma, é possível fazer uso de dados para acompanhar o desempenho de colaboradores e promover o desenvolvimento de habilidades específicas.

A automatização chegou como uma oportunidade de desburocratizar os processos tornando-os mais ágeis e rápidos.

Além disso, proporciona mais segurança no armazenamento de documentos.

Ao automatizar os processos, o RH diminui prejuízos financeiros, reduz a ocorrência de erros, torna o desempenho da equipe mais eficaz e ganha tempo para investir em outras necessidades do setor.

Boas práticas de RH

Atrair pessoas colaborativas o suficiente para trabalhar em squads, os esquadrões multidisciplinares em que gente de várias áreas atua em conjunto para construir um projeto, visam desenvolvimento, engajamento e bem estar.

É muito comum que profissionais bem avaliados possam obter ações da organização em diversos estágios da carreira, a flexibilidade de horário virou mais regra que exceção e no geral não há orientações sobre o modo de se vestir.

Vale lembrar que a autonomia para deixar processos mais leves e rápidos, como implantação de aplicativos com funcionalidades de dimensionamento do quadro e espaços dentro da organização, são essenciais para adequação de diária, ajudando a remanejar sua equipe para onde há mais demanda.

Como meio de auxiliar a sua empresa neste momento de adaptação, o Escala oferece inúmeros recursos de tecnologia que possibilitam a gestão de escala dos seus colaboradores, bem como as estratégias de revezamento e controle de presença.

Sobre o autor:
Tatiane Quintiliano é formada em Recursos Humanos, atuou em Business Process Outsourcing (BPO) de empresas nacionais e multinacionais de médio e grande porte, nos segmentos de Consultoria e Saúde.
Com quase 20 anos de experiência, atualmente é Consultora de Recursos Humanos no Escala.app.

1 Comment

  1. Taty, excelentes dicas.
    Amei a questão de inovar no plano de saúde, isso é fundamental para reter talentos .

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *