Retorno ao Escritório

A importância da satisfação dos colaboradores ao longo do processo de Back to Work

Adotar medidas que ajudam a gerar satisfação para os colaboradores é essencial para garantir motivação e engajamento entre as equipes. Afinal, ainda que otimizar processos e buscar excelência nos negócios seja importante para obter melhores resultados e conquistar a fidelização dos clientes, são os colaboradores os responsáveis pela execução destas atividades e, por consequência, a base de todo o processo. 

A motivação e o reconhecimento profissional andam de mãos dados quando o assunto é a satisfação dos colaboradores no ambiente de trabalho. Assim, quando a empresa passa a dedicar tempo e investir recursos para proporcionar tais benefícios para os seus colaboradores, ela não só obtém retorno em curto prazo, como também consegue reter seus talentos. Mas isso nem sempre é algo fácil de se conquistar.

Um exemplo disso é a pesquisa realizada pela OfficeTeam que revelou que enquanto 89% dos gestores acreditam que suas empresas reconhecem adequadamente os seus colaboradores, destes, três em cada dez afirmam que as organizações na verdade falham neste sentido.

Para te ajudar a desvendar o mistério e te contar a importância real da satisfação dos colaboradores ao longo do processo de Back to Work, nosso blog resolveu reunir neste artigo as principais dicas. Confira.

Mas, afinal, por quê a satisfação dos colaboradores é importante?

Atentar-se à satisfação dos colaboradores é um dos aspectos fundamentais para o alcance de melhores resultados e também para reforçar a imagem positiva da empresa no mercado. Para que isso aconteça, entretanto, é importante investir, principalmente, na melhoria do clima organizacional e no reconhecimento profissional dos colaboradores.

Pois, enquanto colaboradores motivados e felizes podem aumentar a produtividade e levar o resultado da empresa para as alturas, um colaborador desmotivado pode ser motivo de queda na produtividade, aumento de absenteísmo (faltas justificadas ou não) e afastamentos por motivos médicos, entre outras inúmeras consequências negativas.

Assim, ao analisar a influência negativa que a falta de investimentos no bem-estar dos colaboradores pode proporcionar, fica evidente que as empresas que contam com equipes mais engajadas alcançarão um desempenho superior e mais fluído, destacando-se perante a concorrência.

A satisfação dos colaboradores em tempos de pandemia

Em tempos de pandemia, crise econômica e desemprego, como o que estamos vivenciando, a insatisfação dos colaboradores nas empresas pode ser um problema grave na operação de serviços essenciais como farmácias, hospitais, supermercados, redes de abastecimento e etc, que precisam seguir funcionando normalmente para garantir o atendimento e abastecimento constantes da população, independentemente das condições negativas enfrentadas pelo país.

Assim, um dos desafios enfrentados pela liderança destas empresas é sobre como incentivar o colaborador a seguir trabalhando nos estabelecimentos físicos, quando a recomendação oficial é de manter o isolamento social. Afinal, em momentos de incerteza sobre a própria condição de saúde e de seus familiares, é comum que os colaboradores faltem às suas responsabilidades com o receio da contaminação no transporte público ou, até mesmo, no local de trabalho.

Outro problema recorrente com os quais as empresas precisam lidar constantemente é sobre a satisfação destes colaboradores em tempos de pandemia. Afinal, tendo em vista que os dados de transtornos de saúde mental no trabalho já eram uma preocupação no início do ano, quando o coronavírus era um problema distante e segundo a Associação Internacional de Gerenciamento de Estresse no Brasil (Isma-BR), 72% da população brasileira tinha alguma sequela de estresse – e, 30% destes, sofriam de burnout, é importante atentar-se aos meios de garantir melhor qualidade de vida para os colaboradores que seguem no trabalho, mesmo em meio aos riscos de contágio.

Em junho, quando o Brasil chegava à marca de 50 mil mortos pela pandemia, por exemplo, uma primeira pesquisa sobre saúde mental na quarentena, liderada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, registrou um aumento de mais de 90% em casos de depressão, e de mais de 70% nas queixas de crise aguda de ansiedade.

Agora, em uma fase mais avançada da pandemia, empresas brasileiras apontam para um aumento de 37% em doenças psiquiátricas ou distúrbios emocionais. O dado é de uma pesquisa da consultoria Falconi, obtida e divulgada com exclusividade pela EXAME.

Assim, é importante que as empresas sigam buscando meios de garantir a saúde de seus colaboradores, além de garantir a satisfação destes, mesmo em tempos de pandemia.

E quais são os principais benefícios de colaboradores satisfeitos para a sua empresa?

1 – Redução de Turnover:

Colaboradores satisfeitos não optam por trabalhar na concorrência. Assim, ao investir na satisfação dos funcionários, a sua empresa não só estará garantindo a retenção de talentos, como também reduzirá o Turnover e os altos custos associados à ele (custos de desligamentos, processos de recrutamento e seleção, admissão e treinamentos).

2 – Aumento da Produtividade:

Funcionários felizes e satisfeitos produzem até 20% mais, segundo uma pesquisa realizada e divulgada pela Forbes. E em suma, um colaborador feliz, pode influenciar inúmeros outros, o que aumenta a produtividade das equipes e garante melhores resultados para o seu negócio.

3 – Melhora do Clima Organizacional:

O clima organizacional pode ser entendido como a satisfação do colaborador com o ambiente em que está inserido e com o relacionamento com os demais colegas de trabalho. Assim, um bom clima organizacional influencia o engajamento dos colaboradores, incentiva o trabalho em equipe, a conduta ética, motiva as equipes e diminui o desgaste entre os colaboradores. 

4 Maior Qualidade Operacional:

São inúmeras as ações que podem ser promovidas na sua empresa e que influenciam diretamente na satisfação dos colaboradores: feedback regular, comunicação interna eficiente, benefícios atrativos, salários compatíveis com o mercado, recompensas pelos bons resultados, treinamentos, etc.

É importante, no entanto, entender que embora sejam necessários investimentos de recursos e de tempo nesse processo, os colaboradores motivados e satisfeitos tende a buscar o seu próprio crescimento e, portanto, irão buscar sempre melhorar o seu atendimento ao cliente e o seu trabalho como um todo, o que garante, por consequência, melhores resultados para a sua empresa.

Como medir a satisfação dos seus colaboradores?

A satisfação de colaboradores, como falamos ao longo deste artigo, é um fator fundamental para que os níveis de motivação e de produtividade de uma empresa estejam sempre em alta. Veja a seguir as principais dicas para medir a satisfação dos seus colaboradores durante o processo de Back to Work:

Produtividade diária

Tendo em vista que colaboradores motivados costumam produzir mais, é possível entender que aqueles que estão desmotivados e insatisfeitos, em sua maioria, produzem menos. Assim, acompanhar o indicador de produtividade individual é um meio de entender e analisar o nível de satisfação e engajamento do time.

Nesse sentido, uma boa opção é comparar a quantidade de tarefas que foram delegadas ou planejadas com as que foram, de fato, concluídas. Assim, se o nível de entregas estiver elevado – acima de 75% de atividades feitas dentro do prazo, por exemplo – é sinal que produção está alta e que, provavelmente, os profissionais estão satisfeitos.

Net Promoter Score (NPS)

Embora este indicador tenha sido elaborado, inicialmente, para medir o nível de satisfação dos clientes com relação à empresa, por meio dele também é possível identificar o nível de satisfação dos colaboradores, aumentando assim a eficiência das ações tomadas. 

O Net Promoter Score ou NPS, consiste em perguntar para o público qual é a possibilidade de indicar o negócio para outras pessoas, em uma escala de 0 a 10 e aplicar a pesquisa internamente, questionando os colaboradores qual é a possibilidade de indicarem um amigo para trabalhar na organização, permite levantar notas que fornecem uma visão bem clara do grau de satisfação destes com o trabalho.

Retenção de talentos

Outro meio de medir a satisfação dos colaboradores é monitorar, frequentemente, o percentual de pedidos de demissão. Nesse contexto, uma rotatividade alta representa um sintoma claro de insatisfação com a empresa. 

Clima organizacional

O fato é que nem sempre situações desagradáveis e que geram estresse, insatisfação, desmotivação e até o afastamento dos colaboradores por licenças médicas, chegam aos ouvidos do gestor. Assim, é de extrema importância que a sua empresa busque aplicar pesquisas e que os gestores mantenham uma relação aberta e transparente com os colaboradores. 

A satisfação de colaboradores é um ponto bastante sensível dentro das empresas e que, portanto, deve ser frequentemente monitorado e analisado. Negligenciar esse aspecto é um erro que pode custar a qualidade dos produtos e serviços, a eficiência dos processos e até mesmo a competitividade da empresa no mercado.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *