Protocolos de Saúde

Como garantir a segurança também locomoção ao trabalho?

Desde que Michael Ryan, o diretor de operações da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmou que o Brasil pode estar alcançando uma estabilização de casos do Covid-19, muitas empresas começaram a planejar a retomada gradual do seu movimento presencial.

Algumas foram, inclusive, bastante prejudicadas pelo isolamento social e creem, diante deste cenário mais flexível, recuperarem-se financeiramente.

Tendo em vista um possível contexto de retomada aos escritórios presenciais, portanto, uma das primeiras coisas que precisa ser colocada na balança e pensada com antecedência e estratégia por parte do seu time de recursos humanos, é a locomoção e transporte seguro dos colaboradores, de modo que estes não sejam expostos ao vírus e possam transitar entre casa e escritório sem correr quaisquer riscos. 

Pensando nisso, nosso blog reuniu neste artigo as principais dicas de locomoção e transporte dos colaboradores diante do cenário de retomada gradual e medidas protetivas para garantir maior segurança para a sua empresa. Continue a leitura.

Mas afinal, como garantir a segurança dos colaboradores mediante o sistema de transporte público?

Segundo uma pesquisa desenvolvida pelo Instituto Pólis (organização da sociedade civil), há uma grande relação entre a circulação de pessoas que precisam trabalhar durante a pandemia da Covid-19 e as áreas da cidade de São Paulo com maior concentração de casos da doença, como Sapopemba, Capão Redondo e Brasilândia. 

Para chegar à tal conclusão, os especialistas correlacionaram dados da SPTrans sobre a circulação de ônibus municipais, da Pesquisa Origem Destino 2017, bem como dos registros do DataSUS.

A realidade da grande massa das pessoas, principalmente no que diz respeito ao estado de São Paulo, ainda é de dependência dos órgãos de transporte público. 

Desde o início da pandemia observou-se, portanto, que aqueles que continuaram a exercer atividade profissional diante do contexto de isolamento, expuseram-se grandemente ao risco de contaminação.

Um dos principais motivos por trás disso, além do pouco controle com a higiene dos veículos coletivos, são os horários de pico. 

Assim, se o transporte público é o único meio a ser disponibilizado pela sua empresa, para garantia do retorno gradual dos colaboradores aos escritórios, é imprescindível avaliar opções como:

Flexibilidade de horário: para diminuir os riscos de contágio pelo vírus, o primeiro passo é possibilitar que os seus colaboradores transitem fora do horário de pico. Assim, garantir que estes possam chegar e sair em diferentes horários irá proporcionar maior segurança e garantir maior eficiência dessa retomada. 

Higiene: existem também cuidados básicos com a higiene, tais como observar se os colaboradores estão fazendo uso correto de máscaras e disponibilizar na porta de entrada do escritório tapetes para higienização dos sapatos, álcool em gel e medição de temperatura. 

As principais dicas de locomoção e transporte dos colaboradores no back to work

São inúmeras as dicas de locomoção e transporte seguras para o retorno gradual dos colaboradores no back to work. Algumas delas são:

Disponibilização de créditos para uso de Uber ou 99: um dos meios de garantir o transporte seguro e rápidos dos colaboradores é disponibilizar créditos para uso em aplicativos de transporte como Uber, 99, Cabify ou outros. Estes têm utilizado, por incentivo de suas próprias companhias, medidas protetivas ao motorista e passageiro e oferecem maior segurança, portanto, contra a transmissão do vírus. 

Disposição de carros da empresa: as empresas que puderem disponibilizar os seus próprios veículos para o transporte seguro dos colaboradores que não possuírem estes ou que possam realizar, por meio de um esquema organizado, a busca e entrega dos colaboradores no conforto de suas casas, por meio da contratação de motoristas particulares, devem considerar esta uma de suas opções. Assim, além de garantir a presença dos colaboradores no escritório, também poderá oferecer-lhes segurança no trajeto e prevenir possíveis contágios.

Contratação de vans e ônibus fretados: outra opção bastante utilizada pelo setor da indústria, por exemplo, é a contratação de vans e ônibus fretados. Este meio de transporte poderia ser estipulado, desde que respeitando-se a distância mínima entre os passageiros, para o transporte seguro dos colaboradores e oferecer conforto e segurança para estes.

Incentivo à carona solidária: uma opção mais econômica e igualmente segura é a estimulação ao uso da carona solidária. O projeto, que poderia ser desenvolvido entre os próprios colaboradores e dividido entre aqueles que morarem mais perto uns dos outros, conseguiria ser facilmente aplicado.

Parceria com frotas de táxis: uma outra opção também é a parceria entre a empresa em questão e as frotas de táxis. Apesar de os táxis cobrarem mais caro do que os motoristas de aplicativo, a sua empresa poderia ter maior controle por meio desta opção. Afinal, os problemas com motoristas de táxis costumam ser bem menores do que com os motoristas de aplicativo e talvez esta seja uma opção ainda melhor aceita pelos próprios colaboradores.

Crédito para uso de bicicletas e patinetes coletivos: se a sua empresa estiver bem localizada e não apresentar-se tão distante da residência dos seus colaboradores, o crédito para o transporte em bicicletas e patinetes coletivos é uma opção até mesmo mais saudável, uma vez que os colaboradores não terão contato externo, realizarão o trajeto ao ar livre e por meio de atividades físicas, evitando quaisquer riscos de contágio pelo vírus.

Transformação do Vale-Transporte em Vale-Combustível: por último, mas não menos importante, uma outra opção a ser considerada no caso de colaboradores com veículo próprio é a troca do vale-transporte pelo vale-combustível. Assim, calculando-se exatamente o trajeto a ser feito pelos colaboradores, o valor poderá ser depositado em cartões conveniados e transformados em combustível. Esta opção também oferece conforto e segurança para eles. 

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *